Discalculia Fazer teste agora Abrir el Menú Móvil Fazer teste agora
A discalculia é um transtorno de aprendizagem que afeta as habilidades matemáticas. Diagnosticá-la cedo pode ajudar a evitar um baixo desempenho escolar
Fazer teste agora

17nov

Discalculia adultos: dificuldades em matemática

Discalculia adultos: a discalculia é um transtorno de aprendizagem que afeta a habilidade de uma pessoa para compreender e trabalhar com conceitos matemáticos. Embora geralmente seja diagnosticada na infância, o seu impacto não se dissipa completamente com o passar do tempo, e muitos adultos enfrentam desafios significativos em sua vida diária devido a essa condição. Neste post, vamos explorar as dificuldades que os adultos com discalculia enfrentam em suas rotinas diárias, os obstáculos para obter um diagnóstico preciso e a possível conexão hereditária deste transtorno.

Discalculia adultos
Foto de JESHOOTS.COM em Unsplash

Discalculia adultos: Quais podem ser as dificuldades cotidianas?

Discalculia adultos pode se manifestar de várias maneiras, e as características podem variar de uma pessoa para outra.” Algumas das possíveis características que podem ser observadas em adultos com discalculia incluem:

  • Dificuldades em cálculos mentais: podem enfrentar problemas ao realizar cálculos mentais simples ou compreender conceitos matemáticos básicos.
  • Problemas com organização temporal e espacial: a discalculia também pode afetar a percepção do tempo e do espaço, levando a dificuldades na planificação e organização.
  • Dificuldades com a memória de trabalho: a capacidade de reter e manipular informações na mente, especialmente no contexto de cálculos matemáticos, pode ser um desafio.
  • Baixa autoestima em relação à matemática: experiências anteriores de fracasso ou dificuldades constantes em matemática podem contribuir para uma baixa autoestima nesta área.
  • Evitação de atividades que envolvam matemática: podem evitar situações que requeiram habilidades matemáticas devido ao medo ou à ansiedade associada às dificuldades nessa área.”
  • Dificuldades no trabalho: Dependendo do tipo de trabalho, as dificuldades matemáticas podem afetar o desempenho em tarefas que envolvam cálculos ou manipulação de dados numéricos.

Para os adultos com discalculia, cada dia pode se tornar uma batalha silenciosa contra os números. Atividades aparentemente simples, como lidar com dinheiro, calcular porcentagens ou entender instruções que envolvem termos matemáticos, podem se tornar labirintos complexos. A discalculia em adultos frequentemente se manifesta em dificuldades para organizar o tempo, lembrar datas importantes ou compreender padrões numéricos básicos.

No ambiente de trabalho, os desafios podem variar desde dificuldades em funções que exigem manipulação frequente de números até problemas para compreender e seguir instruções que envolvam cálculos matemáticos. Isso não apenas afeta a eficiência no trabalho, mas também pode impactar a autoestima e a confiança no ambiente profissional.

Dificuldades no diagnóstico

Apesar da prevalência da discalculia em adultos, o diagnóstico frequentemente é uma tarefa complicada. Muitas vezes, os sinais de alerta podem passar despercebidos ou ser erroneamente atribuídos a outros problemas. Além disso, a discalculia coexiste frequentemente com outras perturbações de aprendizagem, como a dislexia, o que complica ainda mais o processo de diagnóstico.

Os adultos com discalculia desenvolveram por vezes estratégias de compensação ao longo dos anos para esconder as suas dificuldades. Podem depender grandemente de calculadoras ou evitar situações que envolvam matemática, o que dificulta a identificação do transtorno. A falta de consciência pública sobre a discalculia em adultos também contribui para a falta de diagnósticos precisos.

Discalculia adultos: o caráter hereditário

Assim como muitos distúrbios de aprendizagem, a discalculia pode ter um componente hereditário. Se um dos pais ou familiar próximo enfrentou desafios matemáticos similares, existe uma maior probabilidade de que a discalculia se manifeste em gerações posteriores. De fato, estudos sugerem que certos genes podem estar relacionados à predisposição aos distúrbios de aprendizagem, incluindo a discalculia.

Compreender a hereditariedade da discalculia pode ser fundamental para identificar e abordar as dificuldades matemáticas nas gerações futuras. Se um adulto suspeita ter discalculia e seu filho enfrenta problemas significativos com matemática, isso pode indicar a presença de um transtorno específico de aprendizagem. Reconhecer o componente genético pode levar à identificação precoce com a ajuda de ferramentas como o teste de discalculia da Smartick e à implementação de estratégias específicas para aprimorar as habilidades matemáticas desde uma idade precoce.

Conclusão

Enfrentar a discalculia na idade adulta pode representar um desafio significativo, mas a consciência e a compreensão são os primeiros passos em direção à superação. Buscar um diagnóstico preciso, desenvolver estratégias de enfrentamento e reconhecer o componente hereditário são elementos cruciais no caminho para uma vida mais equilibrada e produtiva para adultos com discalculia.

É crucial que a sociedade e os profissionais de saúde reconheçam a discalculia em adultos como uma realidade significativa. Através da educação, do suporte adequado e da pesquisa contínua, podemos abrir caminho para que aqueles com discalculia encontrem formas eficazes de navegar por um mundo que frequentemente se centra nos números.

Hiwet Costa

Faça um novo comentário público no blog:

Os comentários que você escrever aqui serão moderados e poderão ser vistos por outros usuários.
Para cualquier outro tipo de consultas, escreva para [email protected]

O e-mail é mantido em privado e não sairá publicado.

Lei e aceito a política de privacidade e cookies